• SS3 Tecnologia

Metaverso: Saiba o que é e se prepare para o futuro!


Metaverso Saiba o que é

A tecnologia vem a cada dia se tornando mais necessária no dia a dia das pessoas, você usa inúmeros aplicativos para usar contas em banco, marcar consultas, falar com amigos e familiares, enfim, elas estão presente em quase tudo na nossa vida.


Quando em 2021 o Facebook, falou o termo metaverso, quando disse que tinha a intensão de se tornar uma empresa de metaverso, dentro de 5 anos. Porém, muitas pessoas não sabem o que é metaverso e como ele pode influenciar no cotidiano.


Metaverso o que é?


Metaverso o que é

O metaverso não é real, mas pode transmitir a realidade, e para tanto necessita do mundo real. É mais ou menos assim a definição, muitos metaversos apareceram com os videogames, porém é preciso de uma aplicação especial para que de certo. Como o jogo é para o metaverso, uma vez que necessita da interação de outras pessoas e de um mergulho em outro mundo.


Como a tecnologia ainda é um fator muito relevante nesse mergulho e não apresenta capacidade suficiente para que funcione corretamente, pois há a necessidade de uma grande capacidade para que ocorra conexões rápidas de internet e o processamento.


O metaverso é uma forma de usar a realidade virtual, o que já é muito utilizado em jogos, o Facebook e a Microsoft, querem deixar os aparelhos mais baratos para que o maior número de pessoas possam usar, como também o número de gráficos que eles precisam usar para que o número de realismo aumente. Isso iria atrair mais pessoas para que mergulhassem no universo paralelo.


A proposta do Facebook é que o metaverso se torne um serviço, podendo servir a área de educação e e-commerce, por exemplo. Caso o Facebook consiga ser uma empresa de metaverso, vai proporcionar uma disputa entre as empresas para fazerem parte desse novo nicho. Porém, aqui no país o tempo de transformação levaria dois anos a mais que nos Estados Unidos.


Quem poderá usar a tecnologia metaverso?


Quem poderá usar a tecnologia metaverso

A princípio as tecnologias novas de realidade virtual, só estarão disponíveis para empresas que poderão bancar os custos e usá-la para, treinamento, trabalho remoto e eventos. Estará disponível para o público, num segundo momento, quando os custos estiverem mais baratos.


O que mais impede que um público maior tenha acesso à realidade virtual é o alto custo, nem todos tem dinheiro suficiente para investir em material para essa nova tecnologia. Outro fator muito importante é que seria necessário ter internet 5G, o que aqui no Brasil, ainda vai demorar bastante.


Para um metaverso chegar sem que ocorra choque com a realidade, é preciso que haja 5G, pois ela oferece melhores condições como: proporciona mais processamento, ocorre fora do computador em um servidor remoto, deixando os gráficos mais realistas e facilita o uso.


Com a pandemia ocorreu um interesse incomum pelo metaverso, como também o interesse por um mercado novo, e acabou entusiasmando as pessoas a buscarem pelo desenvolvimento tecnológico.


Com a pandemia, as pessoas tiveram que se isolar, por isso buscaram uma forma de poder se comunicar com amigos e familiares através das redes sociais, fazer reuniões e até participar de eventos sem ser contaminado, isso fez com que a digitação sofresse uma grande expansão.


Foi então que as empresas foram atrás de formas para fazer reuniões, de realizar eventos profissionais de forma a manter o mais próximo possível da realidade, sem que as pessoas se sintam cansados por causa das chamadas em vídeo.