• SS3 Tecnologia

Compliance em TI: Como manter sua empresa em conformidade



Se você tem medo de sofrer com desvios dentro da sua empresa, então você deve obter Compliance em TI, uma vez que ele auxilia a manter a empresa em conformidade com as leis e normas de órgãos regulamentadores. Entenda melhor sobre o assunto lendo o artigo.


Qualquer organização tem a área de TI, uma vez que ela é fundamental dentro de uma empresa. A área de Ti age de forma estratégica para manter as tecnologias atualizadas e como um pilar na inovação corporativa. Portanto, quanto mais aumenta suas contribuições, mais aumentam as suas responsabilidades.


O Compliance é um aliado muito importante, pois ele garante a confiabilidade e segurança do setor corporativo.


O que é Compliance em TI?



O termo Compliance refere-se ao conjunto de boas práticas para deixar o ambiente corporativo muito mais seguro e confiável, pois ele faz com que a empresa atue dentro das leis que regem o país onde ela está situada. Quando a área de tecnologia aplica às normas de compliance a empresa passa a agir dentro das normas e leis que são voltadas para TI como, LGPD, Marco Civil, GDPR, ISOs, entre outras.


Quando as empresas crescem muito elas precisam trabalhar com um número muito maior de pessoas, os riscos também crescem e se torna impossível controlar a todos. É nessa hora que o Compliance faz a diferença, pois ele expõe os riscos e ensina maneiras de precaução.


Segurança da Informação e o Compliance



Na maioria das vezes pode ocorrer uma dúvida cruel, entre Compliance em TI e segurança da informação, pois o trabalho dos dois em conjunto pode gerar a proteção dos dados dos usuários.


A diferença está no que cada uma faz, como a Compliance que foca na absorção da Lei e a Segurança da Informação tem como foco os usuários e os negócios, embora que o resultado de um pode afetar o resultado do outro.


Dessa forma fica claro que a atuação dos dois é de grande importância para garantir a segurança das informações, pois as regras da Compliance de forma isolada não tem a capacidade de proteger os dados da empresa contra ataques cibernéticos.


O setor de TI deve estar por dentro das Leis brasileiras mais importantes, veja algumas que listamos:


· Lei n.º13.709/2018 — Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD);

· Lei n.º12.965/2014 — Marco Civil da Internet;

· Lei n.º 12.846/2013 — Regulamenta práticas anticorrupção;

· Lei nº 12.850/2013 — Refere-se a provas eletrônicas;

· Decreto n.º 7962/2013 — Principal regulamentação do comércio eletrônico;

· Leis de nº 12.735 e 12.77/2012 — Relacionadas à definição de crimes eletrônicos;

· Decreto n.º 7.845/2012 — Aborda regras para tratamento da informação classificada;

· Lei nº 12.551/2011 — Regulamenta o Home Office e o teletrabalho;

· Lei nº 12.527/2011 — Lei de acesso a informação;

· Lei nº 9.609/1998 — Primeira legislação sobre software;

· Lei nº 9.279/1996 — Lei de Propriedade Industrial.


Todas elas são necessárias para obter um ambiente mais seguro.


Etapas para a aplicação de Compliance



Para aplicar a Compliance na empesa é preciso que os funcionários andem dentro das regras, para que não surjam problemas no futuro. Além disso é importante rever as políticas, saber se realmente vale a pena serem aplicadas e se elas se encaixam e se seguem as melhores práticas da Tecnologia da Informação.


Para concluir, cada vez mais fica visível a importância da Compliance no setor corporativo. Estar ligado às normas e políticas de segurança é uma forma de garantir que a empresa não sofra penalizações, por multas ou pela falta de credibilidade da marca por parte dos consumidores.


Entre em contato com a SS3 Tecnologia para manter sua empresa em conformidade!